Sempre que eu e Wagner somos perguntados sobre coisas como: “qual é o primeiro passo para investir?” ou “como investir sem perder dinheiro?”, nós costumamos indicar que a pessoa estude bastante para se preparar, e que dicas podem ser uma furada, seja em Renda fixa ou variável. Porém, quando me perguntam sobre o processo de criar a conta na corretora, montar a carteira e investir de fato, eu acho que uma explicação rápida pode acelerar bastante o processo.

Atenção: Esse artigo não é indicação de compra e venda de ações.

Sim, é um processo de fácil aprendizado se pesquisado na internet, mas vejo que sempre que abri o homebroker (local de compra e venda de ações no portal das corretoras), dei um overview e mostrei alguns gráficos para meus amigos que queriam começar, vi um brilho no olho que identifiquei como motivação. E essa motivação muito provavelmente era fruto de ver um caso real de perto. Um tutorial de internet pode dar as direções, mas alguém responder para você como faz alguma coisa traz uma segurança mais palpável de que seguir aqueles passos não vai te levar por um caminho tortuoso (não se você tiver estudado bastante para partir para a ação).

Então, o intuito desse post é tentar fazer um tutorial mais “humano” de como você vai realizar os seus investimentos. Como se eu tivesse com meu computador perto de você percorrendo as telinhas e ensinando como eu compro minhas ações, FIIS e etc.

Primeiro passo: Escolher a corretora que mais combina com você e criar sua conta.

Eu escolhi a minha pensando em minimizar a cobrança de corretagem e tudo mais, além de uma interface minimamente amigável que não assustasse tanto como algumas que piscam e se movem sem parar. Agora essas outras já não me assustam tanto, mas como iniciante e, principalmente, uma iniciante com uma mentalidade acostumada com renda fixa, eu queria algo mais simples para começar.

Segundo passo: Encontrar o acesso para as operações.

Na corretora que eu uso (alguns vão identificar pelo estilo da página), há um menu lateral onde encontro as opções. A principal para mim, que só invisto há um ano, tem sido swing trade (tipo de operação que você compra ações em um dia e pode vender em outro dia). Mas você saberá o que escolher baseado no seu estudo. Nós traremos mais sobre cada opção ao longo dessa série.

ezgif.com-video-to-gif

Terceiro passo: Montar sua carteira.

Você vai adicionar todas as empresas e fundos que você escolheu para aquele momento, seja um lote (100 unidades) ou fracionado (adicionando um F no final, você compra quantas unidades quiser).

Captura de tela de 2020-02-06 14-02-22

Quarto passo: Preencher a boleta.

Essa é a hora de assinalar os valores. Você indicará quantos lotes ou frações serão comprados. Selecione a empresa e preencha.

Captura de tela de 2020-02-06 14-03-26

Quinto passo: Comprar!

Ao preencher a boleta de uma empresa, insira sua assinatura eletrônica e efetive!

Parabéns! Você agora é um acionista!

agnieszka-boeske-cFdH_t5xBxk-unsplash (1)

 

Até a próxima.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s