Hoje vou te mostrar quatro perguntas que todo futuro investidor deveria responder ao começar a investir o seu dinheiro.

São perguntas bem simples que você pode refletir consigo mesmo em casa. Ao saber a resposta de cada uma delas, você terá uma noção de “quem você é” nos investimentos. Não se trata daqueles questionários de perfil de risco aplicado pelas corretoras e bancos, as perguntas vão além. Veja abaixo:

  1. Por que você está investindo?
    • Essa é a pergunta mais importante a ser respondida. Aqui você refletirá sobre o real motivo que está te fazendo investir. Esqueça respostas como: “ter dinheiro”, “ficar rico”. Seja objetivo e, de preferência, tenha um prazo: comprar um carro daqui a 3 anos, não depender do trabalho daqui a 10 anos. Esse real motivo é a principal fonte de forças que te fará seguir em frente. Investir por investir não te levará muito longe.
  2. Qual é a sua tolerância ao risco?
    • A resposta desta pergunta poderá não ser a mesma ao longo da sua vida. Você poderá começar seus investimentos menos tolerante a riscos e, quando ganhar mais experiência, se sentir confortável em aplicações mais arriscadas. A sua resposta atual desta pergunta já irá te dar um norte por onde começar a investir. Se você for menos tolerante a riscos, poderá buscar investimentos no Tesouro Direto, por exemplo. Caso contrário, poderá investir em Renda Variável.
  3. Qual é a sua prioridade?
    • Essa terceira pergunta pode parecer similar com a primeira, mas tem algumas diferenças. Aqui você refletirá quais são as suas prioridades com o seu dinheiro investido. Por exemplo: ter uma renda passiva, aumentar o seu patrimônio, ou se proteger da inflação. Sabendo a sua prioridade, você poderá fazer uma melhor seleção de investimentos. Se você precisa de renda passiva agora mesmo, por exemplo, poderá buscar títulos do Tesouro Direto que pagam juros semestrais, ou até bons Fundos de Investimentos Imobiliários, que pagam dividendos todos os meses.
  4. Quanto tempo você quer gastar investindo?
    • Essa pergunta não está ligada ao prazo do investimento, e sim quanto tempo da sua vida você está disposto a gastar estudando, lendo, assistindo aulas ou analisando certos produtos para investir. Eu, particularmente, gosto muito de aprender sobre Renda Variável, mas sei que muita gente não tem tempo para ficar assistindo aulas, lendo relatórios trimestrais e analisando empresas. Se você não está disposto a usar seu precioso tempo com isso, você poderá avaliar produtos mais simples e que não precisem ser acompanhados periodicamente. Isso não quer dizer que você ganhará menos dinheiro daqueles que estudam constantemente. Lembre-se que a maior fonte da sua riqueza financeira é o seu trabalho.

Veja que, a cada pergunta respondida, você vai afunilando os produtos financeiros mais interessantes para você.

De que adianta ir para a Bolsa de Valores se a sua tolerância a riscos é baixa? Como você vai se sentir vendo seu dinheiro diminuir 30% em épocas de baixa.

Ou ainda você quer ter uma renda passiva hoje mesmo mas o único produto que você tem é uma Previdência Privada de um banco. Ele não vai atender às suas necessidades, há outros investimentos melhores para você.

Ao entender seus reais objetivos e prioridades nos seus investimentos, suas escolhas vão ficando mais fáceis. Além de deixar o seu foco nos investimentos que fazem sentido para você, deixando de lado qualquer outra distração ou “oportunidade imperdível” que aparece na sua frente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s