Existe um hábito muito comum que eu costumo chamar de ciclo da desmonetização: uma pessoa tem sua(s) fonte(s) de renda e vários objetivos, começa a juntar dinheiro, chega a uma boa quantia e… gasta tudo realizando esses objetivos. Essa é uma daquelas horas em que eu digo: Era melhor ter comprado parcelado.

Eu sei que parece contraditório com o que a gente costuma estimular aqui, de juntar e pagar à vista, mas o problema não está aí. A questão é que esse dinheiro era todo o dinheiro que você tinha. Portanto, não há reserva de emergência nem patrimônio em paralelo.

A boa notícia é: para resolver isso, nessa situação, é apenas questão de tempo.

Se você já conquistou uma poupança ou uma reserva, significa que você já conhece o caminho para isso. O que te resta agora é estabelecer pequenas metas e evoluir uma por uma. Tem uma boa poupança? Excelente! A chame de reserva de emergência. Com mais alguns meses você terá outra quantia para chamar de patrimônio. E então, aos poucos, você alimenta várias outras “carteiras”, dedicadas aos seus objetivos, dos relacionados às necessidades mais básicas até os que têm a ver com realização pessoal.

Assim, você conseguirá estar preparado para eventualidades, se preparar para uma futura independência financeira (algo que está cada vez mais urgente no cenário brasileiro) e concretizar suas metas, que são exatamente os principais focos da educação financeira.

Então, você está a pouquíssimos passos desse panorama.

Para auxiliar na caminhada, vou deixar alguns artigos prévios com dicas que podem tornar esse caminho mais lógico e adaptável ao seu estilo de vida:

  1. Como fazer uma caderneta de finanças e ter o controle do seu dinheiro;
  2. Conhecendo o Tesouro Direto, a série: Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4;
  3. Começando a investir no Tesouro Direto, a série: Parte 1, Parte 2 – Passo a passo;
  4. Economizando na administração doméstica: Alimentação saudável e econômica, Se divertindo sem se endividar, O dinheiro livre;
  5. Títulos Privados, a série: Parte 1, Parte 2, Parte 3, Parte 4, Parte 5;

Finalmente, lembre-se de coisas muito importantes: Se você está com “meio caminho andado” e tem as ferramentas para alcançar seus objetivos e ter uma vida financeira confortável, se organize e aproveite. Perceba o quão privilegiado você é e o quanto pode realizar por você e pelos outros baseado nisso. Sair do ciclo da desmonetização é o único passo que falta para que isso dê certo, hora de agir!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s