Mais uma vez, esse é um texto que surgiu de muitos momentos.

Surgiu de conversas com um amigo, de uma música e de uma frase dessas que a gente vê perdidas pelo Twitter ou alguma outra rede social.

Sobre o meu amigo, sempre o ouvi falando de romances que não deram certo porque ele não se identificava com a pessoa, porque ele não estava completamente satisfeito com a personalidade ou convívio para rumar para algo mais sério e coisas do tipo. Nada mais razoável do que isso, é importante que a gente procure se relacionar com quem nos agrada e desperta um interesse genuíno.

O problema é: ele não costuma ser capaz de entender a situação inversa. Quando a outra pessoa não o percebe como alguém para se envolver, não se identifica ou simplesmente não tem interesse, ele entra em um estado de ira e frustração que vai além do simples sofrimento por não conseguir o que quer. É como se a outra pessoa não tivesse cumprido com uma obrigação.

Pois bem, é ai que eu entro com a frase. Um belo dia, vi uma frase que dizia algo como:

Uma mulher não é uma máquina onde você insere sua gentileza e recebe de volta uma acompanhante

Essa frase era muito voltada para aquela ideia de friendzone, mas ela serve muito bem para qualquer gênero e relacionamentos em geral, porque realmente, uma pessoa (seja qual for o gênero de identificação desta) não deve se relacionar com outra como retorno de um “favor”, ainda mais quando esse “favor” é algo que deveríamos oferecer universalmente na maior parte do tempo, como a gentileza e cordialidade.

E agora vamos para a música. Eu morava em uma cidade que é bem conhecida pelas festividades juninas, então sempre tocava muito forró por lá. Uma vez ouvi uma música com esse trecho:

Será que você já teve alguém, que como eu sofre por você também
Ou será que você não tem coração, que não sabe o que é paixão
Será que num ama ninguém
Cuidado, que o mundo dá muitas voltas
E quem sabe você gosta, de um alguém que não te quer
Tu vai pagar o que você fez pra mim, quem sabe assim
Vai dar valor a quem te quer

Brasas do Forró – Perguntas sem Respostas

Eu até consigo entender que o compositor provavelmente estava chorando sua tristeza e dor da rejeição. Mas esse sentimento de querer que a pessoa sofra também por sua simples escolha me causa um desconforto tremendo.

Não é importante que para um relacionamento acontecer todos desejem a mesma coisa? Não acho suficiente que um queira pelos dois (ou mais, no caso de relacionamentos não-monogâmicos) e a outra pessoa fique se esforçando continuamente para retribuir algo que não cresce de forma natural em seus sentimentos.

É muito estranho também quando alguém recebe um “não” e questiona o porquê. Não sentir vontade é uma das razões mais legítimas e importantes para não dar um próximo passo em um relacionamento. Você respeita que não está disposto e ainda respeita o outro em não iludir. Não querer já é por si só uma excelente razão para o não. Você não precisa de uma lista de razões para tentar se convencer de que o outro não te quer. Se lembre também de que você tem seus próprios gostos, de como a atração funciona e de como é melhor que aconteça tudo naturalmente e com reciprocidade.

Isso não serve só para iniciar relacionamentos, serve para verificar a possibilidade de continuidade deles também. Não é necessária uma situação dolorosa ou desconfortável para encerrar um relacionamento. Quando a vontade míngua e mesmo que você queira tentar não vê melhora, não querer continuar é legítimo. Sem confusões, apenas respeitando o sentimento de todos os envolvidos.

A dívida emocional não é e não deve ser uma razão para dedicar esforço e tempo de vida fazendo o que não te faz plenamente feliz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s