Você já considerou diminuir a sua dependência e a da sua família em um único emprego? Gostaria de não depender do humor do seu chefe para saber se conseguirá pagar as contas do mês? Gostaria de ter um complemento na sua renda sem sair de casa?

Uma maneira de adicionar segurança financeira e estar mais preparado para turbulências na vida profissional é gerar uma segunda fonte de renda. E hoje vou te mostrar cinco possíveis maneiras de colocar mais dinheiro no seu bolso sem sair de casa e sem comprometer seu trabalho.

A relação de trabalho que estamos acostumados é a troca de horas de vida por dinheiro no bolso até o quinto dia útil do mês seguinte. Você utiliza suas horas e competências para gerar resultados para a empresa que trabalha e é remunerado por isso.

A consequência disso é depender de apenas uma única fonte de renda e ainda ser limitado pelas horas do dia. Afinal, mesmo que trabalhe o dia todo, está limitado pelas 24 horas.

Lembra do ditado “Não coloque todos os ovos na mesma cesta”? É exatamente isso que grande parte dos empregados faz. Aposta todas as fichas em um único emprego, uma única fonte de renda.

Se essa renda acaba, você está acabado.

Se você não tiver uma reservas para emergências, terá que passar horas na fila do “Mutirão do emprego” em busca de qualquer oportunidade para simplesmente se manter vivo. Ou recorrer a empréstimos abusivos que podem te afundar em dívidas.

Infelizmente, hoje existe cerca de 13 milhões de brasileiros sem emprego, a atividade econômica abaixo do esperado, incertezas na economia e no cenário externo fazem com que as empresas invistam menos e, consequentemente, produzam menos. Gerando menor demanda de recursos humanos. Se você faz parte deste número, considere este artigo como uma pequena fonte de ideias para você voltar a gerar renda.

Existem opções para todos que têm acesso a um computador, para todos os níveis de escolaridade, nível de experiência em outro idioma e habilidades adquiridas, seja via estudo ou trabalho. Até mesmo com as próprias ideias que irei listar a seguir, você poderá ajudar outras pessoas a seguir o mesmo caminho.

Screen Shot 2019-06-30 at 10.58.18.png
Fila gigantesca para buscar vagas emprego em São Paulo (Fonte: O Globo)

A boa notícia, é que você pode usar todo o privilégio que tem de estar lendo este texto e pensar em como gerar uma segunda fonte de renda, adicionando mais segurança na sua vida e na da sua família.

A maneira mais direta de fazer isso é: arume um segundo emprego. Mas quase sempre isso é impossível. Você já trabalha 8, ou até 10, horas por dia, como trabalhar mais? Essa opção está fora de cogitação, a pancada na sua qualidade de vida é muito forte.

Eu poderia citar aqui que você poderia vender brigadeiros, brownies, água, cosméticos, pizza ou queijos. Mas sei que nem todo mundo poderia usar tanto tempo da vida adquirindo matéria-prima, fazendo esses produtos e indo pra rua.

Ao invés disso, vou te mostrar cinco maneiras fáceis usando uma das ferramentas mais importantes já criadas pela humanidade: a internet.

Usando a internet, você poderá ganhar dinheiro sem sair de casa, sentado em uma cadeira e vestindo a roupa que você quiser e utilizando a quantidade de horas que você achar melhor. Ela te proporciona estar em contato com pessoas de qualquer país que estão buscando ter seus problemas resolvidos, e elas estão dispostas a pagar para isso.

Oferecer a resolução desses problemas na internet vai garantir um novo fluxo de dinheiro na sua conta bancária todos os meses. Você poderá até mesmo ganhar em moeda estrangeira e aproveitar o câmbio alto. Não ache que começará fazendo muito dinheiro, a sua fonte principal de renda ainda é o trabalho. Considere essa segunda fonte como um colchão de segurança, uma oportunidade de sobrar mais dinheiro no mês.

Também não ache que tem que virar um “digital influencer” ou mostrar o rosto ou ter que abrir a sua intimidade para o mundo. Vou te mostrar logo abaixo algumas ideias valiosas que podem de ajudar a gerar uma segunda fonte de renda sem precisar ser a próxima celebridade do momento:

  1. Traduza textos
    • Chegou a hora colher os frutos de anos de estudo em inglês ou qualquer outro idioma. Uma rápida busca no Google e você vai achar sites que contratam para serviços de tradução. É possível ganhar em torno de US$400,00 por mês apenas traduzindo posts de redes sociais, avaliação de usuários, e-mails e cartas. A cada palavra traduzida, seu bolso fica mais cheio. Você precisa passar por uma avaliação inicial para poder começar a receber as requisições via e-mail. Você é livre para aceitá-las ou não.
    • Como achar? Procure “Translation services”.
  2. Venda resumos:
    • Eu fiquei impressionado com a quantidade de resumos de livros à venda na Amazon. Já vi resumos que eram um pouco mais baratos que o livro original e estavam rankeados acima deles na lista dos mais vendidos. Existem até mesmo empresas especializadas em vender resumos na internet. Se você gosta de ler e tem um bom poder de síntese, considere entrar nesse nicho. Não precisa ser apenas de livros, pode ser de aulas ou cursos (inclusive os gratuitos que tem no Youtube). Só tome muito cuidado com os direitos autorais. Não copie uma linha sequer, tudo que está no resumo deve ser o seu entendimento sobre a obra original.
    • Como achar? Procure resumos na Amazon e também em audiobooks para ver as características de um bom resumo. Aprenda a resumir e comece a escrever. Dica: Escolha um livro famoso da sua área de atuação que não tem tradução para o Português.
  3. Venda layout de site/softwares/aplicativos
    • Se você tem facilidade com construção de sites e interfaces gráficas em geral, é possível achar serviços que intermediam quem precisa precisa de um e quem pode oferecer. Inclusive, poderá achar clientes estrangeiros e receber em dólar. Construir seu portfólio te tornará mais conhecido e, consequentemente, poderá cobrar mais pelo serviço. Podendo até mesmo achar clientes fora destas plataformas, ficando com todo o lucro. Não consegue achar clientes? Pegue sites/aplicativos conhecidos mundialmente que você acha que não tem uma boa usabilidade e refaça eles. Monte seu “portfólio simulado” e disponibilize em seu site ou perfil.
    • Como achar? Procure “Sell website templates”.
  4. Ofereça serviços de tráfego pago no Google e redes sociais
    • Sabe aquelas propagandas que sempre aparecem nas primeiras posições em toda busca do Google? É exatamente isso, e se chama Google Ads. É possível aprender tudo, tudo mesmo, sobre essa plataforma de maneira gratuita na internet. No próprio site e canal do youtube da ferramenta já tem aulas para iniciantes totalmente em português. Após assistir as aulas, ofereça o serviço para lojistas da sua cidade (se sua família possui uma loja, comece por ela), aborde e fale: “Ei, você queria que sua loja fosse a primeira resultado quando alguém digitar ‘loja de calçados João Pessoa’ no Google?”. Depois que o anúncio está no ar, o trabalho é apenas de monitoramento. Fazendo os cursos, você saberá quanto cobrar pelo serviço.
    • Como achar? Procure por “Google Ads”, “Facebooks Ads” ou “Instagram Ads”.
  5. Seja um Afiliado
    • Ser um afiliado é basicamente promover o produto de alguém e obter comissão em todas as vendas que conseguir gerar. É similiar a um corretor de imóveis, que ganha comissão por cada imóvel que ele consegue fechar a venda. A diferença é que é tudo via internet. Existem várias platformas que oferecem serviços de Afiliados, tanto no Brasil quanto no exterior. Será necessário estudar algumas ferramentas de marketing para gerar dinheiro no ramo, por outro lado poderá ser afiliado de vários produtos ao mesmo tempo, aumentando a escala e variedade.
    • Como achar? Procure por “Como se tornar afiliado?”.

Acabei de te dar cinco passos iniciais para gerar uma segunda fonte de renda na internet sem sair de casa, sem ter que mostrar o rosto e sem ter milhões de seguidores. Conseguindo essa nova fonte de renda, você estará muito mais confortável em situações de crise, não dependerá de um único chefe, poderá ser mais ousado nas suas decisões e, claro, terá uma renda maior.

Você poderá começar a investir seu dinheiro em renda passiva, planejar sua liberdade financeira, pensará na aposentadoria sem precisar do INSS, trocar de carro e viajar com sua família para outro país nas férias. Enfim, um novo jogo irá surgir diante dos seus olhos.

Não estou falando em largar emprego e se aventurar por esse caminho. Começando a gerar renda na internet através de algo que você gosta e já tem as habilidades e expertise, será questão de tempo e dedicação começar a ganhar dinheiro equivalente ao seu salário no emprego fixo.

Todas as ferramentas que citei podem ser aprendidas gratuitamente, até mesmo o inglês, então foco e dedicação para desenvolvê-las e colocá-las à prova. Não deixe essa oportunidade passar, você poderá até mesmo ter um complemento da renda em dólares sem sair de casa.

Vivemos na melhor época de resolver problemas dos outros e ser remunerados por isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s