Finalmente chegamos na última parte da nossa série especial sobre Tesouro Direto. Hoje vou fazer um passo a passo mostrando na prática como se compra e como se vende um título. Se você não leu os demais artigos da série, recomendo fortemente que o faça antes de seguir a leitura, no primeiro explicamos os termos e conceitos técnicos dessa modalidade de investimento, no segundo falamos especificamente sobre o Tesouro Selic, no terceiro sobre o Tesouro Prefixado e no quarto, sobre o Tesouro IPCA+.

Passo 1: Fazendo uma conta em uma corretora

Como já aprendemos, o Tesouro Direto não é tão direto assim. São necessários dois intermediários para poder começar a investir. O primeiro é uma corretora, o outro é a B3 (esse não tem como escolher). Criar uma conta em uma corretora é gratuito e feito via internet. Não precisa pegar nenhuma fila nem tirar cópia de nenhum documento (precisará enviar apenas fotos de alguns deles), é possível fazer tudo da sua casa e a qualquer hora do dia.

O Tesouro mantém uma lista de empresas autorizadas a operar, bem como quanto cada um delas cobra de taxa de custódia. Recomendo fortemente que faça conta em corretora que não cobra essa taxa e que tenha repasse dos recursos em “D+0”, isso significa que a corretora repassa seu dinheiro para a B3 no mesmo dia da aplicação. Já “D+1” implica que a corretora repassa no dia útil seguinte. Veja a lista clicando aqui.

Importante: Não utilize e nem faça cadastro em corretoras que não estão nesta lista.

A coluna “Agente integrado” informa se o site da corretora tem integração com o sistema do Tesouro Direto da B3, ou seja, se o investidor pode aplicar o dinheiro diretamente pelo portal da corretora ou se ele precisa entrar na página do TD para investir. E a coluna “Permite aplicação programada?” informa se a corretora possibilita o agendamento de investimentos. Por exemplo: Um investidor pode programar um investimento de R$200,00 no dia 10 de cada mês no Tesouro Selic.

Esse passo a passo considera o uso apenas do site oficial do Tesouro para a compra e venda dos títulos. Se preferir usar o portal da corretora, caso seja agente integrado, cada um tem suas particularidades, mas creio que o conceito seja o mesmo.

Após a análise de cada coluna, selecione 3 a 5 corretoras que chamaram a sua atenção, depois entre no site ReclameAqui e veja quais as reclamações mais comuns dos clientes e se a empresa é capaz de resolver os problemas com agilidade e eficiência. Descarte aquelas que você não considera merecedora do seu dinheiro.

Em posse da lista de boas corretoras, entre nos seus respectivos sites oficiais e veja que outros tipos de investimentos elas oferecem, pode ser títulos privados (CDB, LCI/LCA), outros títulos de renda fixa, operações em bolsa, etc. Falo isso pois você poderá incluir na sua carteira (conjunto das suas aplicações financeiras) outras modalidades de investimento depois de começar a investir no TD.

Depois faça seu cadastro na(s) corretora(s) de interesse. Será necessário preencher seus dados pessoais, bancários e responder algumas perguntas sobre sua situação financeira atual. Após a aprovação do cadastro, um questionário deverá ser respondido para avaliar seu perfil de investidor (conservador, moderado ou arrojado). As corretoras e bancos são obrigadas por lei a fazer esse questionário antes de permitir que os clientes possam investir. Responda as perguntas mas não leve o resultado como um enquadramento permanente do seu perfil e nem considere que um investidor “conservador” é menos inteligente que um “arrojado”.

Após a finalização do cadastro e do questionário, você deverá receber (talvez demore um ou dois dias) um e-mail do Tesouro Direto avisando que sua conta foi criada, necessitando apenas criar uma senha de acesso ao portal. Senha nova criada, você já poderá operar diretamente pelo site oficial. Este é o site que deverá ser acessado quando quiser comprar, vender ou consultar seus títulos.

Passo 2: Transferindo o dinheiro para sua conta da corretora

Quando seu cadastro estiver finalizado, você terá uma conta corrente na corretora. Ela funciona quase da mesma maneira que a sua conta no banco. Porém, o dinheiro que está nela poderá ser usado apenas para investimentos, não é possível sacá-lo em caixas eletrônicos nem poderá usá-lo para pagar contas e nem usar cartões de débito.

Por motivos de segurança, as corretoras pedem que os clientes adicionem contas de banco autorizadas a mandar e receber dinheiro da sua conta na corretora (isso pode ser feito no cadastro inicial ou posteriormente). E todas elas devem ser de mesma titularidade, ou seja, você deverá ser o titular de todas as contas cadastradas no seu perfil. Não é permitido mandar nem receber dinheiro da conta de um familiar, por exemplo. Ao tentar mandar dinheiro de uma conta que não está cadastrada ou não é de mesma titularidade, a transferência será negada e devolvida para a conta original.

Importante: Elimine qualquer cobrança de TED feita pelo seu banco.

Para o investidor iniciante, isso pode ser complicado. Pois quanto menos dinheiro, maior é a exploração dos bancos tradicionais. Felizmente, hoje temos alternativas de bancos digitais extremamente seguros e sem qualquer cobrança de TED ou outras taxas de manutenção de conta e cartão de crédito. Também recomendo que pesquise sobre a integridade desses bancos e use-o como intermediário para mandar dinheiro para corretora. Esses bancos digitais permitem depósitos na sua conta pagando um boleto, assim não será necessário pagar a taxa do TED ao transferir do seu banco tradicional.

A transferência para bancos/corretoras diferentes não é instantânea, ela pode demorar uns 30 minutos até algumas poucas horas para ser efetivada. Não se preocupe se o dinheiro não chegou na sua conta da corretora, ou ele vai estar lá ou será devolvido na conta de origem. Não faça como eu: entrei em desespero e liguei para a corretora perguntando onde estava meu dinheiro na minha primeira trasferência.

Quando quiser sacar seu dinheiro da conta da corretora, também será necessário fazer um TED para seu banco tradicional. Creio que hoje em dia nenhuma corretora cobra por essa retirada, é totalmente gratuita.

Passo 3: Usando o portal do Tesouro Direto

O Portal do Investidor sempre poderá ser usado para fazer qualquer operação do Tesouro. Para começar, faça seu login com o seu CPF e a senha que você criou no passo 1.

Screen Shot 2019-04-01 at 20.39.58.png

A página principal exibe uma visão geral dos seus investimentos. Um gráfico de pizza vai mostrar a sua alocação atual, e você poderá ver todos os títulos negociados atualmente um pouco mais abaixo. Além de poder ver um quadro de avisos, normalmente são mostrados avisos de quando haverá cobrança da taxa da B3 ou quando há alguma suspensão temporária do serviço em dias de muita instabilidade no mercado.

screen-shot-2019-04-01-at-13.42.40.png
Gráfico de pizza mostrando a alocação de investimentos.
Screen Shot 2019-04-01 at 13.42.54.png
Questionário e títulos em negociação no momento em que esse artigo é escrito.

Você também poderá responder a um rápido questionário que vai te sugerir o título mais adequado para as suas necessidades com base nas suas respostas. Se ainda precisar desse questionário para saber onde investir, recomendo que procure mais material de estudo do Tesouro Direto.

Para começar o processo de investimento, basta clicar em “Investir e resgatar” -> “Investir” no menu superior.

Screen Shot 2019-04-01 at 13.43.17.png

Passo 4: Fazendo uma aplicação

A nova página vai permitir investir agora ou agendar para uma data futura. Lembre-se que a taxa de retorno de um investimento agendado poderá ser diferente da taxa oferecida no momento do agendamento. Logo abaixo, você poderá escolher a instituição financeira que esse título será vinculado. Escolha a sua corretora e automaticamente  a página dos “Títulos disponíveis para investimento” será exibida

Screen Shot 2019-04-01 at 13.43.28.png

Nesta tela, todos os títulos disponíveis para compra estarão detalhados, vamos ver o que cada coluna nos informa:

Screen Shot 2019-04-01 at 13.43.52.png

  • Título:
    • Nome do título.
  • Data de Vencimento:
    • Data exata do vencimento.
  • Rentabilidade ao ano (%):
    • Quanto o título irá render ao ano, caso seja mantido até a data de vencimento.
    • No caso de títulos IPCA+, essa coluna mostra apenas a parte prefixada do rendimento;
    • No caso de títulos Selic, essa coluna mostra apenas o ágio/deságio.
  • Preço Unitário (R$):
    • Quanto uma unidade (100%) do título está custando atualmente.
  • Quantidade desejada:
    • Aqui o investidor poderá colocar as frações que deseja comprar.
    • Se quiser comprar 100% de um título, coloque “1”. Se quiser 50%, coloque “0,5”. Se quiser comprar 5 títulos, coloque “5”.
    • Note que esta e a coluna “Valor desejado” estão intimamente ligadas. Você poderá escolher o quanto quer investir ou quanto de um título quer comprar.
  • Valor desejado (R$):
    • O valor a ser investido. Note que nem sempre o valor fica exatamente o desejado. Isso acontece porque é possível comprar e vender apenas múltiplos de 1% de um título;
    • O Tesouro arrendonda o valor para baixo para poder chegar nesse múltiplo.
  • Taxa de administração (%):
    • O quanto a corretora escolhida na página anterior irá cobrar de taxa de administração;
    • Em caso de corretoras que não cobram essa taxa, essa coluna sempre mostrará “0,00”.
  • Detalhes:
    • Clicando na lupa, uma página com informações adicionais do título será exibida.
Screen Shot 2019-04-01 at 13.44.51.png
Exemplo de investimento no Tesouro IPCA+ 2024 e Tesouro Selic 2025.
Screen Shot 2019-04-01 at 13.45.12.png
Tela exibida ao clicar no ícone da lupa.

Passo 5: Visualizando seu extrato

Para ver seu extrato, clique em “Consultar” -> “Extrato consolidado”.

Screen Shot 2019-04-01 at 13.47.00.png

Na tela seguinte, escolha o mês e o ano para ver o extrato dos seus títulos.

Screen Shot 2019-04-01 at 13.47.11.png

Uma tabela com todos os seus títulos na data escolhida será exibida, mostrando uma visão geral dos seus títulos, quanto foi investido, qual o saldo bruto e líquido atuais. Ao clicar no ícone da lupa, é possível ver informações mais detalhadas de cada título:

Screen Shot 2019-04-01 at 13.47.22.png

Outra tabela será aberta, esta mostrará em detalhes todos os dados que sobre o título em questão.

Screen Shot 2019-04-01 at 13.47.35.png

Vamos entender o que cada coluna informa, algumas delas ficaram ocultas na imagem, mas abaixo comento sobre todas elas:

  • Data da aplicação:
    • A data de compra do título.
  • Quantidade de títulos:
    • Quantos títulos você possui.
  • Preço do título na aplicação (R$):
    • O preço do título no momento da compra.
  • Valor investido (R$):
    • O total investido no título em questão.
  • Rentabilidade contratada:
    • A rentabilidade contratada no momento da compra.
  • Acumulada anualizada:
    • A rentabilidade anual real do título;
    • Esse valor pode variar de acordo com as situações descritas nos artigos anteriores, dependendo do tipo do título.
  • Gráfico:
    • Clique no ícone verde para visualizar o gráfico comparando a rentabilidade contratada com a rentabilidade real do título em caso de venda antecipada.
  • Acumulada:
    • A rentabilidade bruta do título desde o momento da compra até o dia da consulta.
  • Valor bruto:
    • O valor bruto do título em caso de venda antecipada no dia da consulta.
  • Tempo da aplicação:
    • Quantos dias se passou desde a aplicação até a consulta.
  • Alíquota I.R. (%):
    • A alíquota do Imposto de Renda em caso de venda no dia da consulta.
  • Imposto de Renda:
    • O valor exato devido de IR em caso de resgate.
  • IOF:
    • O valor exato devido de IOF em caso de resgate.
  • B3:
    • O valor exato devido para a B3 em caso de resgate.
  • Instituição Financeira:
    • O valor exato devido para a a sua corretora em caso de resgate. Caso ela cobre taxa de custódia.
  • Valor líquido:
    • O valor exato que você colocará no bolso se vender o título antecipadamente no dia da consulta

Passo 6: Resgatando um título

Para fazer um resgate antecipado de qualquer título em sua posse. Basta clicar em “Investir e Resgatar” -> “Resgatar”. Assim como na hora de investir, você deverá selecionar a sua corretora para continuar a operação:

Screen Shot 2019-04-01 at 13.45.33.png

Funciona do mesmo jeito que o investimento, só que agora a operação é de venda de um título inteiro (100%) ou frações dele, sempre respeitando o mínimo de R$30,00 por resgate. É possível também agendar um resgate, mas saiba que o preço do título pode sofrer variações do dia do agendamento para o resgate de fato.

Após um dia útil, o dinheiro estará disponível na sua conta da corretora.

Passo 7: Reinvestindo um título

Também é possível programar um reinvestimento automático. Assim o TD irá retirar uma parte do dinheiro em um título e aplicar em outra. Clique em “Investir e resgatar”-> “Reinvestir” para começar, mais uma vez, escolhendo a sua corretora:

Screen Shot 2019-04-01 at 13.46.34.png

É possível selecionar a data, de qual título deseja retirar o dinheiro, qual título será usado para reaplicação e a porcentagem para tal.

Lembre-se: Essa operação não está isenta de IR e quaisquer outras taxas.

Passo 8: Usando o app para dispositivos móveis

Também é possível fazer as mesmas operações utilizando o aplicativo oficial do Tesouro Direto. Se quiser baixar o app para Android, clique neste link. Se quiser baixar para dispositivos iOS, use este link.

Conclusão

Muito obrigado por ter nos acompanhado nessa primeira série especial de investimentos no nosso site! Agora que já te ensinamos como cada título funciona, como fazer uma conta na corretora e como usar o portal do Tesouro Direto, você está pronto para começar sua vida de investidor. Use as informações aprendidas aqui como fonte de pesquisas futuras. E estaremos à disposição para sanar dúvidas nos comentários, e-mail, Instagram ou Twitter.

Obrigado e até o próximo post!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s