O que você costuma fazer pouco antes de dormir? Provavelmente assiste a alguns vídeos, estuda, joga videogame, lê um livro ou fica vagando pela internet até ter sono. Está disposto a sacrificar apenas 5 minutos da sua noite? Vou fazer uma proposta que vai lhe custar apenas esse tempo, mas o que você vai receber em troca pode mudar o rumo da sua vida. Quer saber o que é?

Recentemente vi uma entrevista com Alex Banayan, empreendedor e autor do livro “The Third Door” (sem publicação no Brasil ainda) no The Ground Up Show (disponível apenas em inglês e sem legendas). O autor conta como foi o processo de escrever a obra, entrevistando figuras como Bill Gates, Warren Buffet e Steve Wozniak, com o objetivo de saber mais sobre suas carreiras, lutas, medos e superações. Ele é um dos que afirmam que todas as pessoas de sucesso que ele entrevistou meditam, fato que comentamos no segundo episódio do nosso podcast. Apesar de recomendar fortemente que você assista à entrevista (também disponível em formato de podcast), esse artigo não é especificamente sobre ela, nem sobre o livro.

Em um determinado momento da conversa, Banayan afirma que as regras que mais nos seguram são aquelas que nunca foram ditas explicitamente. Ele cita o exemplo dos pais que passam para os filhos a ideia de que sucesso é ter dinheiro e carros de luxo. Quem foi que disse isso? Ninguém sabe, mas ficamos com essa ideia na cabeça. Ele cita também o exemplo da própria família, em que o sucesso é definido como ter um título de Mestrado ou PhD, ser casado, ter 3 ou 4 filhos e uma grande casa. O autor não culpa os pais, eles só queriam que o filho não sofresse o que eles sofreram no início da vida quando refugiados nos Estados Unidos. Apesar de fazer exatamente o que os pais queriam quando criança, Banayan desistiu da faculdade ainda calouro, aos 18 anos, e resolveu escrever o seu primeiro livro.

Ele prossegue explicando uma ferramenta muito fácil de fazer e usar, independentemente da sua idade ou ocupação profissional, que pode ajudá-lo a descobrir a sua paixão, aquilo que o faça “acender sua luz” e pular da cama todos os dias, assim como ele descobriu. Conheça o “Desafio dos 30 dias”.

Separe um caderno, pequeno mesmo, que tenha pelo menos 30 páginas livres. Deixe-o sempre em um lugar visível no seu quarto e sempre ao lado de uma caneta. Recomendo muito fazer em papel, evite usar a “artificialidade” do computador. Escrever na ponta da caneta é muito mais eficaz, não tem backspace, qualquer erro ficará marcado na página, mesmo se riscado. É direto da sua cabeça para o papel, para o plano material.

Escreva “Desafio dos 30 dias” na capa ou na primeira folha do caderno, ficará mais ou menos como o meu:

30_day.JPG
Nem o idioma nem a beleza da letra importam.

Pelos próximos 30 dias seguidos (não são 30 dias em um bimestre, nem 30 dias num ano, são dias seguidos) você deverá escrever a resposta para três perguntas. É muito importante que isso seja feito na mesma hora todos os dias, eu sempre fazia antes de dormir. As perguntas são:

  1. O que me encheu de entusiasmo hoje?
  2. O que drenou minha energia hoje?
  3. O que aprendi sobre mim mesmo hoje?

O que te deixou alegre, feliz com o que estava fazendo e entusiasmado com o resultado? Será que foi passar tempo com sua família? Trabalhar? Cozinhar?

Que fato do dia causou sofrimento mental, tirando sua energia? Uma reunião tensa? Uma prova? Uma viagem a trabalho cansativa? Limpar a casa? Escreva também como você encarou esse fato que drenou sua energia.

Qual lição sobre você mesmo foi aprendida? Aprendeu que consegue fazer algo que nunca imaginou? A gerenciar suas prioridades e otimizar seu tempo?

O autor adianta que nos primeiros dias o exercício é divertido, depois pode parecer bobo e sem propósito. No entanto, quando você chegar nos dias 28 ou 29, vai descobrir coisas interessantes. Padrões para cada uma das três perguntas vão surgir, e você poderá recapitular as respostas de cada um dos 30 dias e enxergá-los claramente. Mesmo respondendo “nada” para as três perguntas, os padrões estarão escancarados na sua frente e você poderá refletir (e agir!) sobre eles.

neon.jpg
O padrão vai te mostrar o caminho.

Confesso que fiquei desacreditado no início, porém alguns pontos interessantes chamaram minha atenção durante essa atividade:

  • Se nada te deixou entusiasmado, algo está errado;
  • O que drena sua energia não é o fato, e sim como você o encara;
  • Aprendemos algo sobre nós mesmos diariamente, porém só nos damos conta disso quando refletimos sobre e passamos para o papel;
  • A disciplina de preencher o caderno rigorosamente todos os dias, mesmo durante viagens, mostra como podemos fazer qualquer coisa se priorizarmos nosso tempo.

Além disso, no meu caso, o padrão das respostas ficou tão claro quanto a placa de néon da imagem acima. Acredito que ficará no seu também.

Apenas 5 minutos do seu dia serão necessários para fazê-lo. Recomendo que se sente e foque 100% em escrever as respostas, sem dividir sua atenção com outras atividades. Aparentemente é um desafio simples, você é capaz de superá-lo?

O nosso cérebro primitivo sempre vai dizer: “fique seguro”, “não gaste energia” ou “não busque perigo”. Quando isso acontece, o seu círculo de conforto vai diminuindo sem você notar. Mas para ter uma vida decente, é preciso aumentar o seu círculo progressivamente para ter mais experiências, descobrir hábitos novos, conhecer e superar seus medos, e ver que existe uma vivência do lado de fora que você ainda não enxerga. Preencher esse caderno não vai necessariamente mudar a sua vida – é o hábito, a disciplina de fazê-lo, é realizar coisas novas, é fazer uma reflexão sobre o estado atual da sua vida e, principalmente, fazer algo a respeito. Pois, quando estiver diante de um desafio maior, você já terá o mindset de sobrepujá-lo.

No mês que vem eu vou cobrar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s