“Trabalhe enquanto eles dormem” não é um lema incentivado por nós do blog Sovando a massa cinzenta, a menos que eles estejam dormindo o dia inteiro.

Uma boa noite de sono é um recurso fundamental para recuperar a energia, conseguir ter foco nas atividades, recuperar a musculatura após exercícios e não sofrer oscilações de humor decorrentes do cansaço.

Desde a época do vestibular, é comum ouvir pessoas relatando que não dormiram a noite inteira para estudar, ou universitários que afirmam dormir apenas 2 ou 3 horas por noite e entendem esse tipo de afirmação como algo de que podem se vangloriar. Isso não deveria despertar orgulho, apenas preocupação. Estas pessoas não estão dando ao próprio corpo o repouso e recuperação necessários e em vez de estar realizando um grande feito, estão contribuindo para a degradação acelerada de seus organismos. Assim como todas as funções fisiológicas, o sono deve ser respeitado e ter qualidade, pois faz parte do conjunto de fatores de que nossa saúde depende.

O período ideal de sono varia de pessoa para pessoa, e pode ser influenciado por suas atividades e hábitos. Em média, crianças e adolescentes precisam de 8 a 11 horas de sono, enquanto adultos, geralmente, precisam de 5 a 9 horas por noite. O que define esse tempo é o estado em que você acorda, que deve ser bem descansado e pronto para encarar o dia e se concentrar bem em tudo que fizer. A privação de sono tem consequências, desde a incapacidade de prestar atenção no mundo ao seu redor e ter reflexos satisfatórios, até episódios de psicose ou problemas ainda mais graves e fatais.

Em algumas situações, as pessoas podem sofrer de insônia e outros distúrbios do sono. É fundamental que, diante destes problemas, um profissional de saúde, de preferência especialista em sono, seja consultado. Os remédios para dormir são os mais vendidos em muitas cidades brasileiras, e isso é alarmante. A maioria desses medicamentos geram dependência e como ocorre em toda medicação psicoativa, os consumidores comumente se tornam mais tolerantes ao longo do tempo, comprometendo a eficácia e resultando em aumentos na dosagem, tornando uma função tão natural do organismo dependente de drogas para acontecer.

Muitas vezes, a insônia acontece por um ou um conjunto de erros que o indivíduo comete. Entre eles:

  • Assistir televisão, mexer no celular ou ficar em local muito iluminado logo antes de dormir. 

A luz é um estimulante poderoso para o cérebro, então, é importante que pelo menos meia hora antes de dormir, você desligue luzes e aparelhos para seu corpo entender que é hora de descansar.

  • Não ter regularidade no horário de dormir e acordar

O relógio biológico deve ser regulado e bem calibrado para que o descanso e outras funções do organismo (digestão, por exemplo) sejam executadas corretamente. Dormir e acordar sempre no mesmo horário, ou pelo menos sem mudanças exageradas e bruscas, podem evitar o sono em momentos indesejados.

  • Não ter uma rotina antes do sono

A noite é o momento de desacelerar, e ter uma rotina de relaxamento pode facilitar a chegada do sono. Tomar um banho morno, um chá calmante, ler um livro e evitar estímulos antes de dormir podem ajudar a regular o horário e a qualidade do repouso.

  • Fazer exercícios inadequados para hora próxima a do sono

Os hormônios liberados após alguns exercícios físicos podem prejudicar a qualidade do sono. Prefira exercícios que te façam ir para a cama com menos energia e dormir mais profundamente.

  • Consumir álcool, cafeína e tabaco antes de dormir

Não é indicado consumir cafeína após o horário de almoço e principalmente próximo à hora de dormir. Álcool, tabaco e cafeína causam dependência, e o consumo destes pode afetar bastante a qualidade do seu sono. Consuma com consciência e moderação.

  • Não preparar o ambiente

Dormir em um quarto com uma temperatura confortável, sem bagunça e aconchegante é um ótimo caminho para um sono restaurador. Arrume a bagunça exposta, escolha lençóis macios e se precisar, use um umidificador de ar, ventilador e óleos essenciais, como o de lavanda, para deixar o ambiente mais agradável. Um quarto desconfortável compromete o seu sono.

  • Levar muitas atividades para a cama

Trabalhar, estudar, se alimentar ou ter atividades de lazer (como jogar, ver vídeos) na cama pode comprometer a higiene e o conforto que o seu corpo sente neste ambiente. Prefira deixar essas atividades para outros lugares, guardando para a cama apenas o descanso, a leitura e atividades adequadas.

  • Se revirar por muito tempo

Acordar no meio da noite pode ser estressante. Caso isso aconteça, acenda uma luz amarela, suave, leia um pouco e mantenha a respiração calma e concentrada. Caso não possa acender uma luz no quarto, você pode sair da cama para ler e se acalmar em outro lugar até que o sono volte. Evite ficar se revirando, pois é estressante e dificulta o retorno do sono.

Vivemos em uma época agitada, de muita tecnologia e somos constantemente bombardeados de informação. Utilize-as a seu favor e lembre-se: você é um ser humano, cheio de potencial e pode fazer coisas incríveis, mas precisa descansar se quiser ter energia para isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s