A maneira mais barata, confortável e segura de adquirir conhecimento

Você tem R$50 sobrando? Não!? E R$20? Você sabia que pode adquirir todo o conhecimento da vida de uma pessoa, de sua carreira, de suas pesquisas acadêmicas, sucessos e fracassos por 20 reais e ainda no conforto da sua cama?

A chamada do artigo não foi exagero nem sensacionalismo. Hoje temos acesso ao conhecimento por pouco ou nenhum dinheiro, essa tela que está na sua frente neste instante é um portal para o conhecimento praticamente infinito. Especificamente neste artigo, irei abordar alguns dados e vantagens que o hábito da leitura de livros pode trazer na sua vida. Primeiramente, veremos alguns dados de uma pesquisa realizada em 2016 analisando o perfil dos leitores de livros (não de revistas, jornais, internet, etc.) do país, esse estudo foi realizada pelo Instituto Pró-livro e está divulgada na íntegra e gratuitamente na internet (clique aqui). O documento tem cerca de 300 páginas, e reuni apenas algumas informações relevantes que estão no início do relatório.

A pesquisa revelou que: 59% das mulheres e 52% dos homens são leitores (pessoas que leram pelo menos um livro nos 12 meses anteriores à pesquisa); 84% dos estudantes são leitores, e 82% dos que têm ensino superior também o são. A região “mais leitora” do Brasil é a sudeste, com 61%, e a “menos leitora” é o Nordeste, com 51%. A pesquisa afirma que o hábito da leitura pode ser passado de pais para filhos, a família tem um papel importantíssimo para a construção desse costume, seja lendo na frente dos filhos ou lendo para eles, um livro antes de dormir, por exemplo, como vemos nos filmes. Também pode-se notar na pesquisa a importância de outros “mediadores” da leitura, professores e outros parentes, em pessoas na faixa etária de 11 a 13 anos.

Em seguida, o relatório mostra as desculpas mais famosas que os brasileiros dão por não lerem nada ou por não lerem mais livros. A primeira delas, como é de se esperar, é a falta de tempo. Logo após, vem a falta de gosto pela leitura, pessoas que realmente não gostam do hábito. E, finalmente, outras alegam dificuldade em ler, seja na compreensão ou têm habilidade leitora insuficiente. A TV e a internet são os vícios preferidos dos brasileiros no tempo livre (47%), assim como o uso de aplicativos de mensagens (43%) e redes sociais (35%). A leitura de livros e outros materiais ficou com 24%.

Outro dado interessantíssimo apontado pelo relatório, é que leitores têm um repertório mais diversificado de atividades culturais e sociais. Veja o trecho retirado da página 37:

Na comparação sobre o uso do tempo livre por leitores e não leitores, uma revelação importante: leitores têm um repertório mais diversificado de atividades culturais e sociais. Ocupam seu tempo livre de maneira mais frequente e variada que não leitores, inclusive praticando exercícios físicos ou encontrando amigos, o que evidencia, também, maior disposição para vivenciar e ocupar o próprio tempo com uma maior diversificação de atividades sociais e culturais. Essa mobilização e esse protagonismo revelam o poder da leitura.

 

O último dado que mostrarei no artigo é sobre a quantidade alarmante de pessoas que nunca compraram um livro sequer na vida, 30% dos entrevistados, e 74% não compraram livros nos 3 meses antes da entrevista (página 39). O problema não é o preço, apenas 2% dos não leitores falaram que não compram livros porque são caros. O problema está na cultura do nosso país, pois a maior desculpa para não ler é a falta de interesse. Pessoas que gostam de ler são comumente vistos como “nerds”, solitários, estranhos ou até mesmo antissociais. E a falta de tempo é uma mera falta de prioridades para a leitura.

No ano de 2015, Mark Zuckerberg, CEO e co-fundador do Facebook, uma empresa que vale em torno de US$406,93 bilhões, fundou um clube do livro, o objetivo era ler 23 livros naquele ano, um livro a cada duas semanas. Bill Gates, até um tempo atrás o homem mais rico da história da humanidade, fundador da Microsoft e presente em conselhos de várias empresas, afirmou que lê, em média, 50 livros por ano. Atualmente, ele tem um blog que comenta alguns desses livros e cita seus preferidos todo final de ano. Mesmo tendo que tomar decisões diárias que valem, literalmente, milhões de dólares, e cuidar de suas famílias, esses dois indivíduos mantêm o hábito de leitura constante em suas vidas. Eles sabem que séries de TV, novelas, redes sociais, fofocas ou jornais televisivos não vão agregar valor em suas vidas. Ao invés de perder tempo com isso, eles preferem o autodesenvolvimento através da leitura. Lembre-se que cada pessoa tem sua individualidade, o que pode não ter valor para eles, pode ter para você. O que importa é fazer aquilo que realmente te dê valor. Falo isso inclusive para o hábito da leitura que estou defendendo neste artigo.

A leitura pode te propiciar uma série de benefícios, desde melhorar sua articulação escrita, vocabulário, imaginação, conhecimento de outras culturas, pensamento abstrato e, em caso de livros estrangeiros, desenvolver um novo idioma.  Segundo o Guia do Estudante, ler pode acarretar na melhoria do funcionamento do cérebro, no estímulo da criatividade, além de incitar o senso crítico e provocar empatia.

Sempre quando chegamos nesta época do ano, começamos a fazer o balanço das nossas conquistas, onde melhoramos e onde fracassamos e montamos a clássica lista de “coisas a se fazer” no ano seguinte. Se você deseja se autodesenvolver, crescer na carreira (seu principal investimento), adquirir novas habilidades, reduzir seu estresse, obter novos conhecimento ou até mesmo melhorar sua memória, recomendo fortemente que introduza, ou aprimore, seu hábito de leitura. Aqui no blog não costumamos fazer recomendações de hábitos, apenas tentamos ressaltar vantagens que alguns deles podem ter na sua vida, porém, nesse caso, eu enfatizo que você busque melhorar sua leitura. O conhecimento adquirido ao ler um livro é levado para o resto da sua vida, ninguém poderá tomá-lo de você. Nós do blog sempre estamos lendo para aprimorar a qualidade dos nossos textos e, claro, buscando novos conteúdos para você, leitor.

Vamos lembrar o que Heráclito, um filósofo grego e o “Pai da Dialética”, falou sobre o homem entrar em um rio:

Screen Shot 2018-12-11 at 22.43.15.png
Imagem retirada do site Pensador.

Creio que, metaforicamente, ler um livro tem o mesmo significado do ato de entrar no rio dito por Heráclito. O ser mudou, evoluiu, viu o mundo de outras maneiras, deixou velhas crenças para trás, adquiriu novas habilidades e nunca mais será o mesmo.

Se você se convenceu que esta prática é excelente para o seu desenvolvimento intelectual e deseja ler mais, ou até mesmo quer romper a barreira inicial, é preciso organizar suas prioridades para começar a ler livros sobre temas que você gosta, seja ficção, fantasia, auto-ajuda, viagens, biografias, Empreendedorismo, Psicologia, História e por aí vai. Lendo apenas 10 minutos diariamente, creio que, após um ano, terá lido em torno de 1.825 páginas, aplicando uma média de 300 páginas por livro, você terá lido 6 livros no ano, é um número excelente.

Abaixo vou te dar umas dicas de bons livros, separados em três categorias que gosto muito, que pode servir de base para iniciar esse hábito:

  • Ficção: Harry Potter e a Pedra Filosofal, J.K. Rowling; A Guerra dos Tronos, George R. R. Martin; Fahrenheit 451, Ray Bradbury; A Revolução dos Bichos, George Orwell;
  • Educação Financeira: O Homem mais Rico da Babilônia, George Samuel Clason; Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, Gustavo Cerbasi;
  • Autodesenvolvimento/Auto Ajuda: Como fazer amigos e influenciar as pessoas, Dale Carnegie; Por Que Fazemos o que Fazemos?, Mario Sergio Cortella; Os Segredos da Mente Milionária, T. Harv Eker.

No momento em que este artigo foi escrito, o item mais caro dessa lista custava R$33,30 em um site de uma grande loja de varejo multinacional. Você é livre para gastar seu tempo e suado dinheiro onde quer que seja, mas esteja ciente das consequências das suas escolhas. Boa leitura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s